Como aproveitar melhor 12 alimentos

As opções para deixar a mesa farta, sem desperdício, são muitas. Confira, a seguir, como aproveitar ao máximo as riquezas de alguns alimentos bem conhecidos dos brasileiros: 

» Saudável é comer até o talo 

- batata: deve-se lavar a batata muito bem, secá-la com papel toalha e aí então pode ser cozida e até frita, com a casca mesmo. Em altas temperaturas, a casca, rica em minerais e fibras, fica bem macia e pode também ser aproveitada no preparo de uma omelete. 

-abóbora: a casca, rica em fibras e betacaroteno, um poderoso antioxidante, pode ser cortada em tirinhas finas para fazer quiches ou massas de panqueca. Já as sementes são fonte de minerais, vitamina A e arginina, um aminoácido que promove o crescimento e atua na formação muscular. A semente de abóbora pode ser seca no fogo, tostada e ingerida como petisco. Outra vantagem: atua como vermífugo. 

-cenoura: a casca da cenoura também deve ser bem lavada antes de consumida - alguns preferem até não arriscar e só compram cenouras orgânicas (ou seja, cultivada sem o uso de agrotóxicos). A cenoura sem descascar pode ser ingrediente de cozidos, de saladas e de tortas. As folhas da cenoura que geralmente vão para o lixo servem para deixar refogados, sopas, omeletes e suflês mais nutritivos. As folhas contêm muito betacaroteno e cálcio e, apesar de não serem muito saborosas, enriquecem um bom caldo. 

-chuchu: a casca do chuchu é rica em fibras mas, por ser muito fibrosa, deve ser moída no liquidificador e utilizada em sopas ou cozida com o feijão. 

-beterraba: fonte de vitaminas e minerais, é possível aproveitá-la ainda mais utilizando suas folhas e o talo para o preparo de deliciosos pratos, como o charutinho de folha de beterraba e o risoto de talo. 

-couve-flor: sua folha é uma ótima fonte de vitaminas C e A e dos minerais, fósforo e cálcio. Refogada, fica muito saborosa em recheios de esfiha e panquecas. Com o talo é possível fazer bolinhos salgados e sopas. 

-salsinha: aproveite o talo da salsinha na hora de preparar temperos, pois ele contém vitamina C, cálcio e fósforo. 

-banana: você pode não acreditar, mas, graças à consistência da casca de banana, é possível fazer geléia, bolo, brigadeiro e farofa. Além do mais, ela tem mais vitamina C e o dobro de potássio do que a polpa da fruta. 

- kiwi: apesar do aspecto pouco convidativo, a casca do kiwi pode ser consumida pura, junto com a fruta. Sua propriedade laxativa pode ajudar as pessoas com problema de intestino preso. 

-mamão: a casca do mamão é uma importante fonte de betacaroteno e ajuda na digestão. Pode ser consumida pura ou em bolos, sucos e até ensopados. Já a semente do mamão favorece o funcionamento do intestino e pode incrementar saladas, por exemplo. 

-melão: depois de cozida, a casca do melão pode ser utilizada em farofas e saladas. Para se ter uma idéia da riqueza dessa sobra, a casca tem quase seis vezes mais cálcio e fósforo do que a polpa da fruta. 

-ovo: a púnica parte do ovo que não consumimos é a casca. Mas calma, não é para ser utilizada nas receitas - só que nem por isso deve ser desperdiçada. Após secar a casca no forno, o próximo passo é batê-la no liquidificador: além de afiar as lâminas do utensílio, será triturada e é ótima para adubar as plantas, por ser rica em cálcio.

Companhia da Mídia